Os cuidados na hora de escolher o lugar certo para fazer a refeição

Por Rárisson Ramon - Tecnólogo de Alimentos - CRQ/CE 10200362

A preocupação com a higiene na hora de preparar os alimentos ganhou muita importância nos últimos anos. A mídia teve um papel preponderante neste quesito. São inúmeros os casos de restaurantes que foram interditados em nosso país pela falta de cuidado ou por não seguir as boas práticas de manipulação de alimentos.

Mesmo com toda uma série de informações parte da população parece não dá a devida importância ao caso. Somente quando há surtos de infecção gastrointestinal provocados por supostos alimentos contaminados.

É comum, principalmente em cidades interioranas, você ir a uma lanchonete para merendar. E a pessoa que te serve é a mesma que recebe o dinheiro. Tal pessoa nem tem o cuidado de lavar as mãos e ela segue o mesmo ritual até o fim da jornada de trabalho. Ninguém pára para pensar o quanto de vermes, bactérias, vírus ou outro patógeno o dinheiro transmite ao alimento? Sorte de quem não passa mal! Aí é que está um dos problemas.

As pessoas perdem com isso o senso crítico em exigir os cuidados e as boas maneiras de higiene na hora de servir o alimento. O povo brasileiro tem sorte de ter um bom sistema imunológico, por isso não passa mal. Somente com altas concentrações de contaminação é que o indivíduo irá sentir algum dano que possa comprometer a sua saúde, geralmente sintomas como vômito e diarréia são comuns.

Um caso recente ocorreu em Londres neste mês em um dos sete melhores restaurantes do mundo. Segundo a matéria publicada no site EXAME.com (2014), o chef britânico Heston Blumenthal fechou durante uma semana seu restaurante londrino "Dinner", duas estrelas no Guia Michelin e sétimo melhor do mundo segundo a revista Restaurant, por causa de um vírus de gripe intestinal que infectou 24 clientes, indicaram as autoridades sanitárias locais.

Orientamos que as pessoas tenham mais cuidado em escolher os locais para realizarem as suas refeições. Procurem locais que possuam Alvará Sanitário atualizado, ou seja, do exercício de 2014. Preste atenção na data de validade dos produtos que comprar.  Em caso de suspeita de contaminação procurem o hospital mais próximo e guardem amostras do suposto alimento contaminado para a fiscalização sanitária do município realizar os devidos procedimentos.

Lembre-se que você é o maior responsável pelo que consome, logo a sua saúde está em jogo. Fique atento!

 

Foto: Secretaria de Saúde de Ipu