Etíopes dominam São Silvestre com vitórias entre os homens e as mulheres

31/12/2014 09h39 - Atualizado em 31/12/2014 10h33

Etíopes dominam São Silvestre com vitórias entre os homens e as mulheres

Nas ruas de São Paulo, Dawit Admasu e Ymer Wude Ayalew deixam quenianos e brasileiros para trás e colocam país africano no topo. Giovani é 5º e Josiane fica em 8º

Por 

São Paulo

<div class="share-bar globoesporte share-bar-container share-theme-natural" data-theme="natural" data-url="https://glo.bo/13S1KkV" data-title="Etíopes dominam São Silvestre com vitórias entre os homens e as mulheres #globoesporte" "="" data-image-url="https://s.glbimg.com/es/ge/f/original/2014/12/31/premiacao-maasculina-saosilvestre-rib-3.jpg" style="font-family: inherit; margin: 0px; outline: 0px; padding: 0px; -webkit-font-smoothing: antialiased; border-top-style: none; display: table; border-collapse: separate; width: 486px; text-align: right; background: transparent;">
 

 

"Hoje a festa é sua, hoje a festa é nossa, é de quem quiser, quem vier", diz a música que embala as comemorações de fim ano e parece retratar o espírito da São Silvestre. Com o grande número de 30 mil competidores de 42 países, a tradicional prova de 15km disputada nas ruas de São Paulo, no dia 31 de dezembro, teve realizada nesta quarta-feira a sua 90ª edição. E, por mais um ano, os africanos desembarcaram no Brasil, tomaram conta da festa e não deram chance para os atletas brasileiros, que não vencem dentre os homens desde 2010 e dentre as mulheres desde 2006. Porém, se nas últimas temporadas, o domínio era queniano, desta vez só deu Etiópia. 

om uma arrancada na transição da Avenida Brigadeiro Luis Antônio para a reta final na Paulista, Ymer Wude Ayalew, vencedora da São Silvestre em 2008, conquistou o bicampeonato ao cruzar a linha de chegada em primeiro lugar, com o tempo de 50min43s, seguida de perto pela compatriota Netsanet Kebede (50min43s). A melhor brasileira foi Joziane Cardoso, com a modesta oitava posição. Dentre os homens, o vitorioso foi Dawit Admasu, com o tempo de 45min04s, apenas um segundo à frente do queniano Stanley Kooch. O melhor brasileiro foi Giovani dos Santos, com a quinta colocação (45min22s).

- Os africanos chegam muito fortes, mas eu também estou trabalhando bastante. Estou feliz de ter conquistado mais um pódio. Uma hora, a São Silvestre vai ser minha, vai chegar essa hora. Quero agradecer a todos que torceram por mim - afirmou Giovani.