GUIA POLITICAMENTE INCORRETO DO FUTEBOL por: R$ 25,00

SINOPSE

Em ano de Copa, 'Guia Politicamente Incorreto do Futebol' marca um golaço nas velhas ideias sobre o esporte. O jeito mais fácil de parecer especialista em futebol é repetir ideias com as quais quase tudo mundo concorda. Seleção brasileira de 82? Basta dizer que 'foi a melhor que já tivemos, apesar de não ter conquistado o Mundial' e pronto - a turma do sofá vai te passar uma latinha e te olhar com respeito durante o jogo. Também é assim quando se fala sobre o Ricardo Teixeira ('Frio, mesquinho, sem escrúpulos!') ou o Galvão Bueno ('Esse não entende nada de futebol!'). O problema é que, no meio dos clichês futebolísticos repetidos a cada escanteio, há teses cambaleantes e frangos historiográficos. São esses mitos o alvo do 'Guia Politicamente Incorreto do Futebol'. Com coragem e conhecimento para defender opiniões divergentes, os jornalistas Jones Rossi e Leonardo Mendes Júnior repassam quase tudo o que sabemos sobre futebol. A Seleção de 82 tinha talentos acima da média? É verdade, mas era ingênua e autoconfiante a ponto de mal se preocupar em estudar os adversários. Ok, Galvão Bueno pode não ser um mestre da técnica, mas sua capacidade de transformar o futebol numa novela dramática torna o esporte muito mais divertido. E lembra aquela história da Democracia Corintiana? Bobagem - a Democracia Corintiana era uma ditadura. Depois da história do Brasil, da política da América Latina e do Mundo, é hora de continuar o trabalho. É hora de jogar tomates nas verdades politicamente corretas sobre o futebol.