Motorromaria atrai 60 mil fiéis

por José Avelino Neto - Colaborador

Os romeiros percorreram 110 km pela BR-020, saindo do colégio da Polícia Militar, na Avenida Mister Hull, rumo a Canindé ( Foto: José Avelino Neto )

Canindé. Nutridos pela fé em São Francisco de Assis, romeiros de vários municípios do Estado tomaram esta cidade, no final da manhã de ontem, no encerramento de mais uma edição da motorromaria. O tradicional evento chegou a sua terceira década de existência com ainda mais força e devoção fazendo superar a expectativa de público. De acordo com os organizadores cerca de 60 mil fieis participaram da festa religiosa.

De moto e vestidos com uma camiseta branca, os romeiros percorreram 110 km pela BR-020. A largada aconteceu depois das oito da manhã, em Fortaleza. Os devotos se concentraram em frente ao colégio da Polícia Militar, na avenida Mister Hull. De lá saíram em comboio até chegar a Canindé. Na cidade, houve emoção na chegada. O grupo foi recebido na Praça dos Romeiros pelo reitor do santuário, Frei Marconi Lins, que realizou a tradicional bênção dos capacetes. Depois da bênção, o coordenador do evento, Edson Peixoto Maia, recebeu das mãos de frei Marconi uma homenagem da igreja pela festa e a chave da cidade das mãos do secretário Plínio Gomes.

Por onde o comboio passou, chamou a atenção da população. Muitos curiosos ficaram nas calçadas para acompanhar de perto o movimento. Para evitar acidentes e garantir a segurança durante o percurso, homens da Polícia Rodoviária Federal (PRF) acompanharam o trajeto. De acordo com o inspetor Maikel Bruno, da PRF, o trabalho foi feito em conjunto com o Corpo de Bombeiros, Batedores, Guarda Municipal e equipes da Polícia Rodoviária Estadual (PRE). Ao todo, cerca de 30 homens deram apoio. "Nós colocamos todo o nosso efetivo a disposição do evento para uma maior comodidade dos participantes. Ficamos atentos à velocidade, para não ultrapassar o limite permitido, e também a questão de ingestão de bebidas alcoólicas pelos motoqueiros", disse.

Apreensão

Na edição do ano passado, de acordo com dados da PRF, a operação resultou na apreensão de 31 motos, na lavratura de 130 autos de infração, na realização de 470 testes de etilômetros e na prisão de uma pessoa. Nenhuma vítima fatal foi registrada no período, ficando o número de acidentes limitado a dois, com três pessoas feridas. O balanço da edição deste ano ainda será divulgado. Ambulâncias dos municípios de Canindé e Caridade também foram colocadas em pontos estratégicos do trecho para garantir assistência médica a quem precisasse.

Frei Marconi classificou a romaria como uma prática de piedade popular. "É uma experiência de peregrinação religiosa feita a algum santuário distante para se estabelecer uma relação afetiva com o sagrado, a fim de conseguir graças ou superação dos males", disse. Edson Maia estava contente pelo resultado alcançado e pelo sucesso de mais uma edição da motorromaria. "Estou feliz por tudo que fazem pela nossa festa. Somos a maior motorromaria do mundo", disse.

A ambulante Luiza Cruz dos Santos vendia salgadinhos na Praça dos Romeiros. Todos os anos ela conta que está na Praça com seu isopor vendendo seus quitutes. "Vendo sempre muito bem. Venho sempre porque é garantia certa de venda", explicou.

A motorromaria de Canindé é a segunda maior peregrinação no mundo devotada a São Francisco, superada apenas pela devoção em Assis, na Itália.