População ipuense é protagonista na defesa da Bica de Ipu

Na noite de terça-feira (08), fomos convocados para somar forças no trabalho de contenção as chamas que ameaçavam destruir o equipamento público onde funciona o restaurante Bica Parque. A situação era crítica e aquela hora, por volta das 20h40min, eram poucas as pessoas que estavam tentando apagar as chamas no local.
 
Ao chegarmos à Bica tivemos a compreensão da necessidade de convocar mais pessoas, pois as poucas que lá estavam não eram suficientes para conter as chamas abrasadoras. A fumaça produzida pelas chamas era outro fator que atrapalhava os voluntários. Foram contactados proprietários de carro-pipa e de transporte com tanques de água para auxiliarem nas primeiras tentativas de contensão ao fogo, enquanto aguardava-se a chegada do Corpo de Bombeiros da cidade de Sobral.
 
Através das mídias sociais, facebook e whatsapp, iniciou-se uma mobilização no sentido de convocar voluntários para atuar no combate as chamas. Aos poucos os populares, em sua maioria jovens, atenderam ao chamado e se fizeram presentes portando baldes, bacias ou outros recipientes congêneres.
 
Aqui não gostaríamos de citar nomes e nem muito menos partir para o lado político-partidário, tendo em vista que foram muitos os colaboradores que se empenharam no trabalho de salvar a natureza. Em relação a política partidária em nada estaria a solucionar o problema, pelo contrário, prejudicaria ainda mais.
 
Na ocasião não há lado A, B ou C, e sim a coletividade na defesa do patrimônio verde. É natural que surjam nomes que solicitaram isso ou aquilo, que fez mais, que ligou para autoridade tal etc. Nada disso importa no momento. Todos que participaram ativamente foram protagonistas na defesa da Bica de Ipu. Entretanto, há aqueles que se destacam por conta da motivação em trabalhar, dos que possuem espirito de liderança para coordenar os voluntários.
 
Por volta de 01:00h da manhã conseguiu-se controlar o incêndio nas cercanias do Restaurante Bica Parque. A missão estava parcialmente concluída. Porém, muitos focos restavam, principalmente em locais de difícil acesso. Água não havia mais e nem muitos voluntários. Decidiu-se descansar e retomar os trabalhos no dia seguinte logo cedinho.
 
Aqui, gostaríamos de parabenizar aos que atenderam ao nosso apelo e de outros que também efetivaram convocação. O ipuense mostrou que possui determinação, humanidade e senso de preservação do meio ambiente. Percebe-se o quanto a juventude está mudando. Que os valores começam a influenciar os pensamentos no que tange ao espirito de preservação ambiental.
 
É essa união que irá provocar o desenvolvimento dessa cidade. Estejamos engajados nesse processo e Ipu trilhará rumos melhores!
 

Para finalizar, gostaríamos de chamar a atenção das autoridades municipais e estaduais para que investiguem o caso e tomem as medidas cabíveis preventivas para que atos dessa envergadura não voltem a ocorrer em Ipu. Espera-se uma atuação mais efetiva das autoridades competentes dessa cidade e do estado!

Por: Rárisson Romon ( TV IPU)